Jump to content
You need to play a total of 10 battles to post in this section.

37 comments in this topic

Recommended Posts

15
[_M_BR]
Members
74 posts
4,446 battles

Eu acabei de ver aqui no Reddit do Wows

A Napoli foi lançada mesmo no jogo por dobrão ?

Tem chance dos outros navios por carvão serem vendidos por dobrões também ?

Qual a explicação da WG para isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Members
518 posts
16,902 battles
22 minutes ago, Det0naMarkBR said:

Eu acabei de ver aqui no Reddit do Wows

A Napoli foi lançada mesmo no jogo por dobrão ?

Tem chance dos outros navios por carvão serem vendidos por dobrões também ?

Qual a explicação da WG para isso?

dobrões ou carvão, ou seja, WG tá querendo lucrar em cima das Whiles, só isso...
e essa não é a primeira vez que fazem isso

Share this post


Link to post
Share on other sites
264
[STAR]
Members
596 posts
22,995 battles
On 7/29/2021 at 7:05 PM, Det0naMarkBR said:

Eu acabei de ver aqui no Reddit do Wows

A Napoli foi lançada mesmo no jogo por dobrão ?

Tem chance dos outros navios por carvão serem vendidos por dobrões também ?

Qual a explicação da WG para isso?

WG:

I like Money.gif

  • Cool 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
757
[WG]
[WG]
Administrator
410 posts
5,609 battles
On 8/4/2021 at 10:30 AM, Cpt_JM_Nascimento said:

WG:

É vendido por carvão, uma moeda que você ganha no jogo, e nos que gostamos de dinheiro. Faz sentido. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
264
[STAR]
Members
596 posts
22,995 battles
On 8/9/2021 at 10:41 AM, Maredraco said:

É vendido por carvão, uma moeda que você ganha no jogo, e nos que gostamos de dinheiro. Faz sentido. 

Comprei o meu Napoli com carvão, não faz sentido nenhum para alguém com uma vida financeiramente saudável e bem administrada pagar o valor de um jogo AAA em apenas um único veículo num jogo.

Também, depois do "sucesso" do ARP Yamato, não importa se jogadores com 0 experiência jogam no tier X, desde que o fluxo de caixa esteja extremamente positivo, mesmo que no mês da venda do navio ficou intolerável jogar tier X, ainda bem que Napoli não chegou nem próximo disso, mas tenho certeza que o Napoli e o ARP Yamato foram só os dois primeiros de MUITOS que virão.

Sobre o meme... :Smile_trollface: não acho que você deveria ficar orgulhoso de ser comparado com o Sr. Sirigueijo (Mr. Krabs em inglês) que é tão mercenário a ponto de vender a alma do Bob Esponja por 62 centavos, além de outros truques. Gostar de dinheiro é uma coisa, fazer atitudes mercenárias é outra.

Share this post


Link to post
Share on other sites
757
[WG]
[WG]
Administrator
410 posts
5,609 battles
16 minutes ago, Cpt_JM_Nascimento said:

Gostar de dinheiro é uma coisa, fazer atitudes mercenárias é outra.

Ta, vamos lá. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que 3 meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores?

  • Cool 1
  • Meh 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
264
[STAR]
Members
596 posts
22,995 battles
1 hour ago, Maredraco said:

Ta, vamos lá. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que 3 meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores?

Um navio do WoWs desde a parte de pesquisa até o lançamento leva mais tempo para produzir que isso, e outros navios tier X que não são de linha trouxeram uma quantidade considerável de retorno monetário sem precisarem de monetização direta, convertendo XP elite pra XP livre com dobrões, conta premium para poder ajudar em grinds, contêineres de eventos que presenteiam carvão para poder ter mais deles é preciso desembolsar, camuflagens premiuns para esses navios (são relativamente baratos de desenvolver), compra de navios premiuns para upar comandantes (navios tier X sem um comandante com muitos pontos é mão na roda), compra de sinais PapaPapa para ajudar na grind de XP livre (através de bundles ou no arsenal).

Stalingrad - jogadores usando XP livre pra pular linhas inteiras para ter um navio tier X pra jogar CWs e ganhar aço e assim ter o navio. Além de definir o meta em competitivo por muito tempo - exemplo de recurso de aço;

Missouri - quando estava disponível por XP livre até 3 anos atrás antes da inflação de XP livre era uma grind de recursos bem longa, mesmo com conta premium e bandeiras econômicas - exemplo de recurso de XP livre, indisponível por alguns anos e retornando através de bundles;

Smaaland - muita gente torrou XP elite pq não iam conseguir o navio antes do ban da disponibilidade - exemplo de XP livre depois da inflação;

Salem - vendido exclusivamente por carvão e em menos de uma semana depois do recurso ser lançado já tinham jogadores com o navio, impossível de alcançar de forma F2P em tão pouco tempo e ainda têm jogadores com poucas partidas que conseguem o Salem - exemplo de carvão;

Naval Training Center ou Research Bureau - a WG pediu feedback sobre essa novidade no Arsenal e o retorno foi muito negativo e ainda assim foi implementado... "atualizações únicas" são exclusivas por lá e navios como Ohio, Vampire II, Siegfried e entre outros navios de tier alto são apenas acessíveis através muito tempo fazendo regrinds ou convertendo uma grande quantidade de XP elite para XP livre. Isso requer mais uma vez: conta premium, dobrões para converter recursos, sinais econômicos para grind que agora não são acessíveis de forma tão fácil;

Navios indisponíveis: eles são oferecidos através de um sistema de "gacha" durante o Natal e dezembro se torna o mês mais lucrativo da empresa durante o ano;

Qual é a diferença então?

Monetização nunca foi o problema, WG é uma empresa muito saudável economicamente, Victor Kislyi o CEO é a pessoa mais rica de seu país.

Por um bom tempo a empresa quando tinha outra filosofia evitava vender premiuns tiers IX e X diretamente para evitar jogadores novatos de jogarem tiers altos e serem massacrados, serem um fardo para o time e eventualmente sair do jogo devido a uma experiência inicial ruim, mas ainda oferece tiers VII e VIII premiuns para poderem uparem comandantes em tiers com um ganho de XP mais rentável, mesmo não sendo recomendável antes de aprender o básico nos tiers inferiores, mas esta opção estava lá desde o beta.

A estratégia é sempre explorar formas cada vez mais agressivas de monetização, através de bundles, pacotes aleatórios, acesso antecipado, collabs (muitos questionam a qualidade, tal como a placa do Roma no AL Littorio), caixas de eventos com rates não-públicos (WoWs legends tem que publicar os rates dos drops nos consoles), além de diminuir a quantidade de recursos recompensados gratuitamente nas aleatórias, operações e classificatórias.

Isso tudo já com a expectativa que já vai causar chamas na comunidade devido ao histórico e já deixar equipe de controle de danos relações públicas nas mídias sociais prontas para falar que ouve algum problema de comunicação ou de tradução (reddit, discord, youtube, facebook, aqui nos fóruns e outros meios de comunicação) não uma, não duas... isso ocorre quase mensalmente, desde quando entrei neste jogo a um bom tempo atrás.

Estaria muito mais disposto a gastar no WoWs se tivesse uma estratégia de monetização mais saudável, a última vez que gastei foi pq tinha um cupom de desconto e comprei o CV alemão tier VI apenas pq sabia que ele iria sair da loja antes mesmo do anúncio oficial devido ao desempenho em batalha, e para o futuro, acho que até Janeiro darei um cruzador japonês premium para algum membro do meu clã (evento que comecei mês passado) que quebrar o meu recorde de dano com o Zao (277k de dano antes de tomar powercreep até de navios tier IX e alguns VIII)... mas fora isso, nem aquele passe de final de semana que custa 3 reais nunca toquei, Cossack foi vendido por 1,99 reais e não comprei mesmo sendo um DD muito bom.

  • Cool 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
757
[WG]
[WG]
Administrator
410 posts
5,609 battles
6 minutes ago, Cpt_JM_Nascimento said:

Um navio do WoWs desde a parte de pesquisa até o lançamento leva mais tempo para produzir que isso, e outros navios tier X que não são de linha trouxeram uma quantidade considerável de retorno monetário sem precisarem de monetização direta, convertendo XP elite pra XP livre com dobrões, conta premium para poder ajudar em grinds, contêineres de eventos que presenteiam carvão para poder ter mais deles é preciso desembolsar, camuflagens premiuns para esses navios (são relativamente baratos de desenvolver), compra de navios premiuns para upar comandantes (navios tier X sem um comandante com muitos pontos é mão na roda), compra de sinais PapaPapa para ajudar na grind de XP livre (através de bundles ou no arsenal).

Stalingrad - jogadores usando XP livre pra pular linhas inteiras para ter um navio tier X pra jogar CWs e ganhar aço e assim ter o navio. Além de definir o meta em competitivo por muito tempo - exemplo de recurso de aço;

Missouri - quando estava disponível por XP livre até 3 anos atrás antes da inflação de XP livre era uma grind de recursos bem longa, mesmo com conta premium e bandeiras econômicas - exemplo de recurso de XP livre, indisponível por alguns anos e retornando através de bundles;

Smaaland - muita gente torrou XP elite pq não iam conseguir o navio antes do ban da disponibilidade - exemplo de XP livre depois da inflação;

Salem - vendido exclusivamente por carvão e em menos de uma semana depois do recurso ser lançado já tinham jogadores com o navio, impossível de alcançar de forma F2P em tão pouco tempo e ainda têm jogadores com poucas partidas que conseguem o Salem - exemplo de carvão;

Naval Training Center ou Research Bureau - a WG pediu feedback sobre essa novidade no Arsenal e o retorno foi muito negativo e ainda assim foi implementado... "atualizações únicas" são exclusivas por lá e navios como Ohio, Vampire II, Siegfried e entre outros navios de tier alto são apenas acessíveis através muito tempo fazendo regrinds ou convertendo uma grande quantidade de XP elite para XP livre. Isso requer mais uma vez: conta premium, dobrões para converter recursos, sinais econômicos para grind que agora não são acessíveis de forma tão fácil;

Navios indisponíveis: eles são oferecidos através de um sistema de "gacha" durante o Natal e dezembro se torna o mês mais lucrativo da empresa durante o ano;

Qual é a diferença então?

Monetização nunca foi o problema, WG é uma empresa muito saudável economicamente, Victor Kislyi o CEO é a pessoa mais rica de seu país.

Por um bom tempo a empresa quando tinha outra filosofia evitava vender premiuns tiers IX e X diretamente para evitar jogadores novatos de jogarem tiers altos e serem massacrados, serem um fardo para o time e eventualmente sair do jogo devido a uma experiência inicial ruim, mas ainda oferece tiers VII e VIII premiuns para poderem uparem comandantes em tiers com um ganho de XP mais rentável, mesmo não sendo recomendável antes de aprender o básico nos tiers inferiores, mas esta opção estava lá desde o beta.

A estratégia é sempre explorar formas cada vez mais agressivas de monetização, através de bundles, pacotes aleatórios, acesso antecipado, collabs (muitos questionam a qualidade, tal como a placa do Roma no AL Littorio), caixas de eventos com rates não-públicos (WoWs legends tem que publicar os rates dos drops nos consoles), além de diminuir a quantidade de recursos recompensados gratuitamente nas aleatórias, operações e classificatórias.

Isso tudo já com a expectativa que já vai causar chamas na comunidade devido ao histórico e já deixar equipe de controle de danos relações públicas nas mídias sociais prontas para falar que ouve algum problema de comunicação ou de tradução (reddit, discord, youtube, facebook, aqui nos fóruns e outros meios de comunicação) não uma, não duas... isso ocorre quase mensalmente, desde quando entrei neste jogo a um bom tempo atrás.

Estaria muito mais disposto a gastar no WoWs se tivesse uma estratégia de monetização mais saudável, a última vez que gastei foi pq tinha um cupom de desconto e comprei o CV alemão tier VI apenas pq sabia que ele iria sair da loja antes mesmo do anúncio oficial devido ao desempenho em batalha, e para o futuro, acho que até Janeiro darei um cruzador japonês premium para algum membro do meu clã (evento que comecei mês passado) que quebrar o meu recorde de dano com o Zao (277k de dano antes de tomar powercreep até de navios tier IX e alguns VIII)... mas fora isso, nem aquele passe de final de semana que custa 3 reais nunca toquei, Cossack foi vendido por 1,99 reais e não comprei mesmo sendo um DD muito bom.

Texto grande mas pergunto novamente. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que X (o tempo exato não muda o resultado) meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores e etc? Que única coisa que estou vendo aqui é por exemplo a Coca Cola já faz muito dinheiro esse sabor novo que eles lançaram tinha que ser grátis já que eles já fazem tanto dinheiro.

  • Sad 1
  • Boring 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Supertester
474 posts
14,181 battles
1 hour ago, Maredraco said:

Ta, vamos lá. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que 3 meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores?

Bom, vejamos. Há muitas formas de se lucrar em cima de um navio, independente de seu tier. Por exemplo, vocês podem pegar um BB premium tier 5 como o Agincourt, e ao invés de vendê-lo diretamente em uma transação direta e justa, usam surprise mechanics que potencialmente elevam o custo do navio a níveis acima do de um navio tier 9, ou até 10 como o Napoli. Não é exatamente um preço justo, mas é uma forma de lucrar muito em cima de um navio que normalmente seria vendido por 5k de dobrões. e é um método que a WG gosta muito de utilizar hoje em dia, sendo parte integral do acesso antecipado de qualquer linha e agora também para qualquer navio cujo valor histórico o torne essencial para qualquer colecionador (como Agincourt e Missouri).

Naturalmente, vocês não são obrigados a desenvolver um navio tier 10, se seu objetivo for vendê-lo por dinheiro, vocês já fizeram a comunidade dar o braço a torcer ao começarem a vender navios tier 9 que vocês também não eram obrigados a desenvolver. Vocês começaram a desenvolver navios freemium tier 10 com o objetivo de aumentar as variedade de navios no tier para o competitivo, isso lá atrás quando Batalhas de Clã foram introduzidas pela primeira vez no jogo e eram tier 10 quando na época o tier mais balanceado e com maior variedade de navios era o 8. Esses navios também providenciavam algo a mais para os jogadores grindarem, uma vez que a constante adição de sinais especiais ao jogo tornou o grind de linhas normais tão fácil que agora vocês são forçados a segurar uma linha nova em acesso antecipado por 3 meses antes de liberarem o tier 10 dessa linha.

Assim, vocês conseguiram transformar o tier 10 em um tier competitivo, mas isso tem um custo, pois no competitivo o principal diferencial deve ser a habilidade do jogador, não a profundidade de sua carteira, razão pela qual no KoTS não são permitidos navios que não estejam mais disponíveis ou que tenham sido adicionados recentemente (pois seria uma vantagem para os jogadores que tivessem recursos guardados para obter esses navios no lançamento, enquanto outros jogadores teriam que grindar por mais de 3 meses para obter os mesmos navios). Ao vender navios tier 10 por dobrões, vocês prejudicam o cenário competitivo, permitindo que um grind de 3-4 meses seja totalmente pulado.

E claro que isso também afeta os outros modos de jogo, batalhas aleatórias e ranqueadas onde jogadores novos com poucas batalhas podem comprar um tier 10 e, sem qualquer experiência com tiers altos, entrar em partidas nas quais eles irão sempre prejudicar seus times, morrendo cedo. Isso já ocorre com tiers 8 e 9, mas em partidas tier 10, pelo menos os navios tier 10 deveriam ser capazes de carregar seu próprio peso, mas agora eles passam a ser o detrimento da equipe, e os tiers 8 e 9 da equipe tem que compensar pela incompetência do tier 10.

Tudo isso para vocês venderem um tier 10,, quando poderiam muito bem ter feito o que vão fazer com o Missouri, vender um tier 9 ou até um tier mais baixo com as surprise mechanics que vocês sequer disponibilizam as chances de obter os itens relevantes (quero apontar que jogos gacha fazem isso mesmo sendo fundamentalmente criados para sugar dinheiro dos jogadores com mecânicas injustas feitas para viciá-los em apostas, e eles dizem as probabilidades pois é o mínimo de decência). Como eu havia dito antes, não seria exatamente justo, mas ao menos não teria um efeito tão negativo. A comunidade já está acostumada com as surprise mechanics da WG, infelizmente.

Você pode até refutar tudo o que eu disse apontando que o Napoli não é um navio particularmente forte e dificilmente vai ter um impacto no competitivo, mas esse é só o primeiro de muitos tier 10 que vocês vão vender. Smolensk, Thunderer, Kremlin, Ohio, Stalingrad, Petropavlovsk, FDR, Marceau, e Smaland já deixaram bem claro que vocês não são confiáveis para lançar navios balanceados 3 vezes em sequência que seja, perdoe-me se fico extremamente desconfiado de qual vai ser o próximo tier 10 que vocês vão vender, e do quão altas são as chances de que ele virá desbalanceado, prejudicando o único modo de jogo que ainda valoriza a habilidade, estratégia, e trabalho em equipe.

Por fim, suponho que deva apontar que jogos AAA com desenvolvimento de mais de meia década foram vendidos por um preço mais baixo do que o que pedem do Napoli. Difícil comparar a criação de um jogo inteiro com a de um único navio.

  • Cool 4
  • Funny 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
264
[STAR]
Members
596 posts
22,995 battles
20 hours ago, Maredraco said:

Texto grande mas pergunto novamente. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que X (o tempo exato não muda o resultado) meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores e etc? Que única coisa que estou vendo aqui é por exemplo a Coca Cola já faz muito dinheiro esse sabor novo que eles lançaram tinha que ser grátis já que eles já fazem tanto dinheiro.

Vejo que não leu o meu texto, mas vou ser educado e deixar claro a resposta.

Smolensk, Thunderer, Kremlin, Ohio, Stalingrad, Petropavlovsk, FDR, Marceau, Smaland e entre outros deram lucro de forma indireta, através de conta premium, recursos de potencializam os ganhos de XP, dobrões para conversão de XP e outros navios premiuns para upar comandantes.

Caso não seja o suficiente e queira exponenciar os ganhos, basta limitar a disponibilidade destes navios para os Presentes do Noel com rate drops não-públicos na época natalina. /s

Edited by Cpt_JM_Nascimento
vírgulas
  • Cool 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Members
11 posts
18,105 battles
4 hours ago, Maredraco said:

Texto grande mas pergunto novamente. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que X (o tempo exato não muda o resultado) meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores e etc? Que única coisa que estou vendo aqui é por exemplo a Coca Cola já faz muito dinheiro esse sabor novo que eles lançaram tinha que ser grátis já que eles já fazem tanto dinheiro.

Do que adianta a WG vender um navio tier 10 para um player novato que vai ser massacrado e posteriormente sair do jogo por conta da frustração, sua comparação com a coca cola foi bem fraca, a questão não e vender o navio tier 10 e sim as constantes mentiras que a WG diz de não vender navio high tier pra não desbalancear o MM com player novato.

  • Cool 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Members
518 posts
16,902 battles
8 hours ago, Maredraco said:

Ta, vamos lá. Qual sua recomendação de como deveria vender um navio que está em desenvolvimento a mais que 3 meses por um time inteiro de engenheiros, artistas, historiadores?

Você falando assim dá até a entender que a WG tem problemas em capitalizar o WoWS, então me permita te responder com outra pergunta, para que serve os métodos de monetização já existentes no jogo como Dobrões, Conta Premium, Navios Premium, LootBox ou os Bundles com Tokens do evento atual + uns itens (Flags, Camos, Créditos e etc...)??? Olha, todos aqui entendemos e aceitamos o fato que a WG como empresa precisa monetizar e lucrar em cima de seu produto, só não concordamos com alguns métodos (LootBox & Bundles que são verdadeiros cassinos, só que de "cartas marcadas"/desonesto) ou com o preço de alguns itens estarem em desconformidade com outros semelhantes (a diferença absurda entre o valor cobrado por um Tier 8 entre um T9 ou T10).

Share this post


Link to post
Share on other sites
30
[STAR]
Members
43 posts
17,732 battles
5 hours ago, xavier_556 said:

Você falando assim dá até a entender que a WG tem problemas em capitalizar o WoWS, então me permita te responder com outra pergunta, para que serve os métodos de monetização já existentes no jogo como Dobrões, Conta Premium, Navios Premium, LootBox ou os Bundles com Tokens do evento atual + uns itens (Flags, Camos, Créditos e etc...)??? Olha, todos aqui entendemos e aceitamos o fato que a WG como empresa precisa monetizar e lucrar em cima de seu produto, só não concordamos com alguns métodos (LootBox & Bundles que são verdadeiros cassinos, só que de "cartas marcadas"/desonesto) ou com o preço de alguns itens estarem em desconformidade com outros semelhantes (a diferença absurda entre o valor cobrado por um Tier 8 entre um T9 ou T10).

Isso me faz lembrar algo: enquanto a diferença de preço entre um T9 e um T10 por carvão é de +/- 10% e os de ponto de pesquisa são uns 15%, a diferença em reais é quase o dobro (de 150 pra 280), se colocar tier 8 na comparação o preço chega a ser quase 3x mais caro... 

Share this post


Link to post
Share on other sites
78
[TROPA]
Members
230 posts
16,949 battles
14 hours ago, o2uk said:

Do que adianta a WG vender um navio tier 10 para um player novato que vai ser massacrado e posteriormente sair do jogo por conta da frustração, sua comparação com a coca cola foi bem fraca, a questão não e vender o navio tier 10 e sim as constantes mentiras que a WG diz de não vender navio high tier pra não desbalancear o MM com player novato.

Essa é a minha principal preocupação, concordo contigo.

Apesar de não ser um jogador "hardcore" que joga em competitivos, batalhas de clãs acho necessário ter na sua player base, jogadores de alto nível competitivo para motivar quem gosta do game.

Eu mesmo gosto de subir os grinds sem pressa, experimentar os navios e gastar o mínimo de XP livre para pular as linhas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
757
[WG]
[WG]
Administrator
410 posts
5,609 battles
On 8/10/2021 at 5:04 PM, o2uk said:

Do que adianta a WG vender um navio tier 10 para um player novato que vai ser massacrado e posteriormente sair do jogo por conta da frustração, sua comparação com a coca cola foi bem fraca, a questão não e vender o navio tier 10 e sim as constantes mentiras que a WG diz de não vender navio high tier pra não desbalancear o MM com player novato.

Entendo esse lado, mas por isso não gosto de falar palavras como nunca. Tudo pode mudar principalmente em um indústria de jogos. O mundo muda e temos que adaptar. Como player concordo com você que a experiência de pegar um jogador Tier 3 que comprou um Tier 10 no seu time ou ate mesmo no time inimigo não é legal e isso é um feedback valido que já levei ao time. 

 

On 8/10/2021 at 7:10 PM, xavier_556 said:

Olha, todos aqui entendemos e aceitamos o fato que a WG como empresa precisa monetizar e lucrar em cima de seu produto, só não concordamos com alguns métodos

Entendo que algumas pessoas não gostão mas isso são alguns métodos usados por empresas Free to Play que dão certo então a maioria das empresas usam. A Warships faz tanta coisa grátis, e muita oportunidade de comprar os navios com moeda que pode adquirir sem pagar. Além do dobrão que você pode receber eu conheci muitos já no jogo com muitos navios premium sem gastar um centavo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Members
518 posts
16,902 battles
12 hours ago, Maredraco said:

Entendo que algumas pessoas não gostão mas isso são alguns métodos usados por empresas Free to Play que dão certo então a maioria das empresas usam. A Warships faz tanta coisa grátis, e muita oportunidade de comprar os navios com moeda que pode adquirir sem pagar. Além do dobrão que você pode receber eu conheci muitos já no jogo com muitos navios premium sem gastar um centavo.

Só porque todas as outras empresas tem essas práticas nocivas e predatórias em seus jogos F2P, não significa que a WG tem "carta branca" para fazer também, essa falácia lógica além de ser ridícula, seria a mesma coisa que em um julgamento por crime de sonegação de impostos o réu se declarar inocente, alegando que outros também fazem.

Só um pequeno resgate desse trecho importante que irei abordar um pouco mais agora.... trecho que curiosamente ficou de fora do seu "quote"

On 8/10/2021 at 9:10 PM, xavier_556 said:

só não concordamos com alguns métodos (LootBox & Bundles que são verdadeiros cassinos, só que de "cartas marcadas"/desonesto) ou com o preço de alguns itens estarem em desconformidade com outros semelhantes (a diferença absurda entre o valor cobrado por um Tier 8 entre um T9 ou T10)

LootBox & Bundles: Apesar da WG também introduzir essa forma de monetização de maneira igualmente predatória/desonesta/nociva em seus jogos como a EA faz no Fifa por exemplo, os jogos da nossa querida WeeGee já que são o "nicho do nicho" eles não caem dentro do segmento MainStream, não chamando para si um "holofote" mais criterioso, permitindo passar sem grandes repercussões legais contra devido essas ações (lembrando que o modus operandi da EA que gerou o escândalo dos Fifa Packs - Ultimate Team no inicio do ano passado foi praticamente idêntico ao da WG com os Bundles dos eventos de Early Access das linhas recém introduzidas e das LootBox, como as do atual evento Ofertas de Verão - Distant Voyages Containers);

"A Warships faz tanta coisa grátis, e muita oportunidade de comprar os navios com moeda que pode adquirir sem pagar
Isso de fato é até uma verdade, mas quero que você compare o que foi feito com o DD Americano T9 Benham e o que está sendo feito com o CA Italiano T10 Napoli por exemplo (eventos Antigos Vs eventos Atuais). No caso do Benham a WG fez um evento chamado "Onda Selvagem" (Link em Inglês) com um Game Mode de nome "Batalha Selvagem", no qual todos que jogaram ganharam no mínimo o DD T5 Hill, e SE fizessem a coleta dos tokens do evento era garantido juntar os 800 dos 850 disponibilizados gratuitamente durante o evento para pegar o Benham (Print no Spoiler abaixo). Enquanto com o Napoli, apesar de também ser possível compra-lo por uma moeda gratuita (Carvão), ele foi colocado a venda direta na loja premium e por dobrões no Arsenal, o que até aí não tem nada de errado (falo isso porque já dei como "guerra perdida" a WG vendendo navios High Tier, mesmo sabendo das consequências para a qualidade da Player Base) até comparar o preço cobrado (estou deliberadamente ignorando os "Pacotes do Almirantes" com seus preços ainda mais inflacionados).

Spoiler

e803e1d0-967b-11e9-b915-d89d6715223c_120


É justamente isso que faz eu e muitos outros players fiquem tão frustrados/decepcionados com essa "visão do artista", que está levando o jogo pelo qual gostamos e nos importamos tanto por um caminho de mais desgaste até que ocorra o ponto de ruptura. Não quero que isso aconteça, mas cada vez mais fico com uma curiosidade mórbida em querer saber o aconteceria se: a WG perdesse uma ação judicial aos moldes das que já renderam condenações a EA, ou se a houvesse uma saída massiva da player base, ou um movimento global de boicote vinda da player base pagante (uns 60% deles) em não mais comprar itens e por aí vai. Pois é isso que vai acontecer se não houver mudanças, ou o jogo irá morrer, ou imposições legais vão cair sobre empresas com esse tipo de monetização nociva.

Edited by xavier_556
  • Cool 2
  • Boring 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Members
11 posts
18,105 battles
On 8/11/2021 at 11:13 AM, YukikazeSamaNanoda47 said:

Correção insignificantes, navios são sempre no feminino so o Bismarck que usa o masculino, não é o Roma e o Littorio é a Roma e a Littorio. Correção besta mas uma que mt gente erra XD

 Você acha que alguém liga pra isso ?

 

Edited by o2uk

Share this post


Link to post
Share on other sites
Members
518 posts
16,902 battles
On 8/11/2021 at 11:13 AM, YukikazeSamaNanoda47 said:

Correção insignificantes, navios são sempre no feminino so o Bismarck que usa o masculino, não é o Roma e o Littorio é a Roma e a Littorio. Correção besta mas uma que mt gente erra XD

Minha intenção era ignorar esse post da mesma forma que a WG faz com o feedback... kkkkkk, mas vamos lá....

Não, isso pode até ser sua preferência pessoal mas é apenas um erro de português, o correto é se referir usando o pronome de gênero de acordo com o tipo de embarcação: O encouraçado, O cruzador, O contratorpedeiro, A fragata, A corveta e etc;

Edited by xavier_556
  • Cool 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
73
[ALBR]
Members
118 posts
4,722 battles
On 8/11/2021 at 11:13 AM, YukikazeSamaNanoda47 said:

Correção insignificantes, navios são sempre no feminino so o Bismarck que usa o masculino, não é o Roma e o Littorio é a Roma e a Littorio. Correção besta mas uma que mt gente erra XD

Não no Brasil, e o Bismarck só era referido desta forma dentro da própria marinha a qual ele serviu, por preferência daqueles que faziam parte dela. Por favor, não tente trazer coisas que não dizem respeito a nossa cultura, pois no Brasil nunca houve essa especificidade de se referir a embarcações exclusivamente como "ela". Isso é uma tradição de outros países. O xavier_556 já explicou como se fala em português.

Share this post


Link to post
Share on other sites
264
[STAR]
Members
596 posts
22,995 battles

Voltando ao assunto, o ARP Yamato e o Napoli não são bons precedentes e outros navios tier X seguirão a mesma monetização, pelo menos ficar postando em locais assim não dá a carta de "quando tiveram a chance de dar feedback ficaram calados" para a WG usar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×