Jump to content

Brooklin82

Supertest Coordinator
  • Content Сount

    442
  • Joined

  • Last visited

  • Battles

    14117
  • Clan

    [-YKD-]

Community Reputation

299 Excellent

3 Followers

About Brooklin82

  • Rank
    Warrant Officer
  • Insignia

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Coruscant

Recent Profile Visitors

7,731 profile views
  1. I have been working on Cold War era ships. But I haven't released them yet, as I also have been working more. I'm adding the ship name and pennant number on USN ships. But the warping of the letter in the right angle is proving to be more challenging than I expected.
  2. Verdade... o nome foi um vacilo. Mas vai ficar. Sobrou só fazer pressão sobre a WG para lançar outro encouraçado brasileiro para usar o nome Ipiranga.
  3. Ao que tudo indica, temos alguém jogando em monitor de tubo, pois só uma péssima resolução pode desculpar isso. Vamos lá antes que o povo comece a causar aqui, vamos esclarecer (1) o brasão e (2) a bandeira imperial. 1. Como foi devidamente exposto, a ilustração do encouraçado Atlântico em estado festivo faz uso de escudos redondos, em que o campo traz o Cruzeiro do Sul e, em volta, bordados em tecido verde e amarelo, ligado por faixas também verde e amarelo. Os escudos têm bastante semelhança com as Armas do Exército Brasileiro, mas, o uso do Cruzeiro do Sul não é exclusivo do Exército. Segundo, que o escudo não é oval (é circular). Terceiro, que lhe falta a espada por trás do escudo. O escudo circular com o Cruzeiro do Sul, ainda que se configure no centro das Armas da República, não é tratado como Símbolo Nacional, mas aparece de várias formas na simbologia nacional. O mais importante, talvez, na condecoração da Ordem do Cruzeiro do Sul, instituída por Vargas em 1932 e, até hoje, a mais alta condecoração da República conferida a estrangeiros, o que lhe configura um caráter semi-oficial. Outros itens, como o broche da República e - se considerarmos somente o Cruzeiro do Sul - as atuais moedas em circulação também fazem uso de tal símbolo. Existe, portanto, uma semelhança com as Armas do Exército, mas - lamento - não são as Armas do Exército que aparecem na imagem. 2. A Bandeira Imperial. De novo, volto ao mote da qualidade do monitor. Apesar de aparece bem pequeno na foto, o pavilhão hasteado sobre o encouraçado é o republicano. Qualquer ferramenta de edição de imagens pode aumentar e confirmar o mal entendido. Pessoalmente, fico intrigado o por quê da afronta. A bandeira Imperial, ainda que não seja um Símbolo Nacional nos termos da lei N.º 5.443, muitas vezes aparece em eventos de caráter oficial e é tratada como "a Bandeira da Independência". Também não entendo o por quê do descaso com a Marinha do Brasil e o Império. O início do séc. XX foi conturbado e várias feridas levaram muito tempo para cicatrizar entre Exército e Marinha. Mas não acredito que exista rancor por parte de nenhuma das corporações e, diga-se de passagem, nem mesmo da Família Imperial (não vou contar quem, na sua formatura como cadete, convidou um dos Orléans e Bragança e o convidado foi recebido pelo oficial da escola com salvas de 21 tiros). Acredite, não existe mais rancor por parte dos três e só comentários assim que tentam abrir feridas que já fecharam.
  4. Brooklin82

    Schlieffen captain

    Try it and let me know how it went (commander XP or dubs used to respec the commander not refundable, though).
  5. Brooklin82

    Schlieffen captain

    Survivability/Adrenaline Rush trumps out concealment. If you have spec`d your ship for secondaries, there`s no real point in using points to improve concealment. If you want to use your secondaries, you`ll be spotted most of the time. You want to improve your dpm of both primary and secondary batteries while you loose HP in a brawl. You also want to decrease the time of fires, as you will most certainly have fires while closing in to have your target within secondary range.
  6. All tier 6 through 10 Russian battleships, premium, freemium and tech-tree ship are available. I'll resume work on the lower tier ones (and waiting for Novorossiysk to be released). Name plates on Russian battleships should work with regular camo as I edited the mg file that also controls where camouflage is applied or not. After that, I'll focus on upgrading name plates on Russian cruisers to golden letters and to be camouflage compatible. And I also noted, that I have a few Cold War era ships in my port that lack proper painting (Rochester/Tulsa/Colbert to name a few). I'll also work on giving those ships a proper Cold War era appearance.
  7. Yeah... I tried that and working with normal maps isn't as easy when you work on a section of the model that bends. You have to convert the text in Photoshop in an image and bend it the same way for all three maps involved: alpha - the one that we actually see in game and gets the paintjob (a), metallic gloss (mg) and normal (n). And there's the trick: bending exactly the same in all three files. I'll keep in mind and I'll conduct a few other experiments and see if there is a way to solve that. Having the name in different lines was a temporary fix.
  8. Yes. Check The Russian section in the first page. Pictures are already there. I have to finish bundling the files up for download and I had some troubles with normal maps (which I use to make the name plates) in lower tiers (3-5). I'll need a bit more time for those ships.
  9. Brooklin82

    Napoli

    .... eu não agüentei o convite. @YukikazeSamaNanoda47, você está equivocado. 1. A designação do feminino para embarcações é um traço comum nas línguas germânicas. Inglês e alemão são os exemplos mais conhecidos. Mas, não é unânime: holandês, dinamarquês e sueco tratam embarcações (militares o civis) pelo pronome neutro destinado às coisas inanimadas ou pelo pronome comum destinados à pessoas (caso do holandês). Mas, mesmo esse artigo no holandês não indica o gênero. Nesses idiomas germânicos (holandês, sueco e dinamarquês) ocorreu a fusão do gênero gramatical, restando somente os artigos para seres animados (nomes que designam pessoas) ou objetos inanimados (nomes que designam coisas). Pode-dizer-se que a designação de um gênero para uma coisa animada é um traço do alemão (e do islandês) e um vestígio no inglês, que ainda atribui gênero para máquinas, livros e países. 2. Outros idiomas atribuem gênero masculino às embarcações militares. Destaco aqui o russo, que atribui o gênero masculino às embarcações, ainda que o nome seja feminino. Contudo, não existe o artigo definido no idioma russo que sirva para indicar o gênero de um nome. Mas, quando se substitui o nome da embarcação por um pronome, usa se o masculino. Dizem os russos, portanto: "Линкор «Императрица Мария» силен. Он пережил множество сражений." (Linkor «Imperatritsa Mariya» silen. On perezhil mnozhestvo srazheniy). => O encouraçado "Imperatriz Maria" é forte. Ele sobreviveu a muitas batalhas. Note-se que até o verbo no passado flexiona-se no masculino. Se o sujeito da ação fosse feminino, seria "perezhila". Caso fosse neutro, seria "perezhilo". O fato da embarcação carregar um nome feminino não impacta em nada. 3. Nas línguas latinas a prática é o gênero acompanhar o genero do tipo da embarcação independentemente do gênero do nome. Dizem os italianos "La Littorio, la Vittorio Veneto, la Roma e la Impero erano le più grandi corazzate italiane." => A Litttorio, a Vittorio Veneto, a Roma e a Impero foram os maiores encouraçados italianos. Mas: "Lo Zara, il Fiume, il Pola e il Gorizia erano i più bei incrociatori italiani." => O Zara, o Fiume, o Pola e o Gorizia foram os cruzadores italianos mais belos. Note-se que Zara, Pola e Gorizia são nomes femininos de cidades. A exceção são os franceses, que definem o gênero de uma embarcação pelo nome que foi dado à embarcação. Dizem os franceses "Le Richelieu est très rapide, mais la Provence est très lente" => O Richelieu é muito rápido, mas a Provença é muito lenta. O gênero do nome define o gênero da embarcação, ainda que a palavra encouraçado ("cuirassé") é masculina no francês, Porém, o nome Provença, em francês, é feminino, logo, o navio torna-se feminino. Para nossos primos mais próximos - los hermanos - vale .... ambos. Você vai encontrar "el España" (encouraçado) e "la Argentina" (cruzador leve) no idioma. Parece-me, que o idioma espanhol tende mais a seguir a regra do italiano (ou seja, o gênero do tipo de embarcação define o gênero). Mas o cruzador argentino abre um precedente. Talvez por isso que o nome do cruzador é sempre escrito "La Argentina" e não só "Argentina", para reforçar a idéia de que tem que usar-se no feminino. A necessidade do reforço confirma, ao meu ver, que o idioma espanhol segue a lógica do italiano. 4. E, agora, o português? Uma coisa eu posso afirmar: não é a regra do inglês/alemão. O uso do feminino para todas as embarcações é estranho ao idioma português em ambos os lados do Atlântico. Acredito que o português tende mais à logica do italiano, pois diz-se "o (cruzador) Bahia", ainda que o nome do estado seja feminino. Contudo, não achei norma da ABNT ou documentação da Marinha do Brasil definindo a questão. Ainda assim, discordo veementemente do uso indiscriminado do feminino para embarcações no português, sejam nomes autóctones ou estrangeiros. Além do mais, a designação do feminino para todas as embarcações não é unânime entre os idiomas e nem mesmo maioria entre os idiomas da família germânica. Portanto, para nós, brasileiros, o correto é: o Bismarck, o Queen Elizabeth, o Oktyabrskaya Revolutsiya, o Roma e o Yamato. O Baltimore, o Hipper, o Trento e o Algerie. O Terrible, o Cossack, o Leone, o Gnevny, o Juruá e o Lebrecht Maas. 5. Se alguém puder explicar como funciona a designação de gênero para embarcações no japonês, fico muito grato. Desconheço completamente.
  10. Brooklin82

    MOAR Ocean

    God bless the only historical map in this game (apart from ports). I love when I get a match with no islands.
  11. Brooklin82

    Scenarios are coming back! (NEXT YEAR)

    I'll happily have the old scenarios back anytime.
  12. Brooklin82

    A Procura de Clã BR

    @RobertoAugusto Primeiro, clique no último botão na barra superior (para mim, aparece D-PN, que é meu clã atual. Caso você não tenha um clã, vai estar escrito somente "Clã") Se você já sabe o nome do clã no qual você quer entrar, encontre esse clã clicando em "Procurar clã" Caso não conheça nenhum clã pelo nome, você também pode procurar por recomendações. O jogo seleciona automaticamente clãs segundo alguns critérios. Entre em "Recomendações". Uma vez em recomendações, o jogo vai pedir que você escolha seu principal objetivo: jogo casual, encontrar companhia para formar divisões ou jogar em batalhas de clãs. Ao selecionar "jogando em uma divisão" ou "batalhas de clãs", certifique-se que também escolheu o(s) idioma(s) certo(s) e que está preparado para jogar por canal de voz (headset + discord, teamspeak etc.) Se quiser trocar de idioma (ou selecionar mais de um), clique em "editar" e seleciones os idiomas que você deseja. Caso ainda não conheça, existe uma seção no canal do WoWs no Discord (em português) no qual clãs brasileiros que estão recebendo candidatos se apresentam.
×