Jump to content

Cpt_JM_Nascimento

Members
  • Content Сount

    569
  • Joined

  • Last visited

  • Battles

    21312
  • Clan

    [STAR]

Community Reputation

229 Valued poster

About Cpt_JM_Nascimento

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Brazil

Recent Profile Visitors

1,690 profile views
  1. Cpt_JM_Nascimento

    Cruzador weimar

    Na prática vai continuar devorando qualquer cruzador do tier no 1v1 a menos de 13km, pois o DPM e a penetração dele deixa qualquer DPM no tier 7 e 8 obsoleto. Você utilizou em comparação o Flint, mas ele já tem uma sequência de problemas que já postei no "Flint injogável". Deveria ter nerfado o DPM e não o alcance. Mas ultimamente a WG que já era ruim em balancear navios tá pior, parece que eles utilizam aquelas bolas de sortear bingo e cada bolinha é um elemento diferente: Sai três bolinhas no bingo: reload booster, SAP e DPM patético. Isso seria um design horrível... não pera... ironicamente essas são as características do Austin.
  2. Infelizmente mudanças sem aviso prévio no dev. blog não são novidade, gostaria de provar que o Missouri não tem a mesma precisão que ele tinha quando foi lançado, não tenho as mesmas ferramentas e não conheço o que a LWM usa pra poder testar. Pelo menos mudanças sem aviso prévio, mesmo que questionáveis, não são tão comuns de acontecer. Outros navios que perderam o elemento histórico e existiram foram o casco B do Monagham, ARP Maya (sendo que no Blitz tem a versão com 4 canhões e não um copia cola violento do resto dos navios da classe), Fubuki que tem uma configuração de armas que nenhum navio da classe teve e tem outros, mas já tá aí a ideia. Isso cheira a uma tentativa de vender algum DD alemão no tier 8 como premium depois Vou chamar a atenção dos clãs que tenho contato pra ver se gera atenção para no MÍNIMO conseguir uma satisfação oficial da parte da WG. Considero o Z-23 um navio fraco, mas ainda balanceado pela combinação de consumíveis, torpedos dando flexibilidade ao navio e uma opção de suporte. Enquanto o calibre dos canhões que pegam alguns jogadores de surpresa. Edit: a única diferença que faria seria aumentar o DPM dos canhões um pouco
  3. Cpt_JM_Nascimento

    FLINT: IN - JOGÁVEL

    Gostaria de dar uma contra resposta mais detalhada como minha última mensagem, então vou ser breve. Estou aqui a muito tempo, e frequentemente fico mais tempo fora do jogo aprendendo sobre ele do que jogando, realmente gosto do jogo apesar das sequências de deslizes que a empresa fez durante os dois/três últimos anos. Já que a mecânica em si do jogo não mudou muito. O pq mencionei isso? Porque até cinco anos atrás era possível trazer um navio tier I em uma partida tier X fazendo uma divisão falha que envolvia um navio tier I e um navio tier X. Vou usar isso a seguir Ok... vou usar a sua teoria do que é considerável "jogável" e tbm utilizar a mesma lógica que usa para considerar que o Flint não precisa de modificações porque é "jogável". Vamos utilizar um navio não muito popular, mas que os jogadores novatos conhecem bem na hora do grind: o Kuma, cruzador japonês tier IV. Tem poder de fogo alto e torpedos perigosos, mas estatisticamente ele fica sossegado porque tem uma cidadela enorme com pouca blindagem. Imagine que eu faça uma divisão falha com eu de Kuma, Sims como escravo de spot e fumaça e um Ryujo que sempre spawna caças sobre o meu navio. Vamos para a batalha. Kuma tem apenas 12,8km de alcance, mas ainda é mais que o Flint. Sims vai na frente junto com os aviões do CV pra fazer reconhecimento. O meu Kuma segue logo atrás do Sims. O CV detecta um DD indo pro cap B, então eu e o Sims vamos na direção dele para interceptar, pois ele parece estar distraído. Se aproximando do cap B o Sims lança uma cortina de fumaça que dura 2 minutos e ambos os DDs alcançam o cap ao mesmo tempo. O outro DD tem vantagem de spot, no começo o nosso Sims está em apuros, mas assim que ele acha o outro DD não tenho problema em afundá-lo com uma PE forte pra um CL e balas com velocidade inicial de 850m/s e que demoram apenas 6 segundos pra regarregar. Assim, com o cap sobre controle o Sims faz nada além de detectar para mim e lançando torpedos quando pode. Quando a fumaça onde estava acabando o CV inimigo um unicum reconhecendo a divisão fazendo memes vai atrás do meu navio, mas Ryujo que é um CV com ocultamento bom tava por perto e rapidamente dropa caças sobre mim quando o Sims não tem fumaça disponível, para garantir me escondo numa ilha próxima. Assim o CV inimigo me deixa pra mais tarde. Na segunda fumaça do Sims temos a vantagem de um DD com os flancos de ambos os times perdendo uma quantidade igual de navios e a partida está equilibrada. Então dois encouraçados inimigos impacientes decidem rushar. Já na cobertura da fumaça começo a farmá-los de uma posição inimaginável para um Kuma e a combinação de torpedos e do spot do Sims e das minhas balas de PE afundam ambos BBs antes que a fumaça acabasse. Mas antes, furioso um dos BBs acerta um blind fire no meu navio dentro da fumaça pegando uma cit e algumas overpens antes de afundar, metade do meu HP vai embora. Surpresos perdemos o foco na partida e o CV vê uma oportunidade de me pegar, mas como o Ryujo da divisão está perto, rapidamente coloca caças sobre mim mais uma vez mesmo com a distração. Mesmo assim aquela cortina foi a diferença entre ser deletado e sobreviver com algum HP. Assim sem a vantagem dos BBs o time fica confiante e rusha o inimigo e a nossa divisão não consegue fazer muita coisa na segunda metade, com exceção de uma hora que o Sims se suicida, virando bucha de canhão, pra evitar que eu fosse focado pelo inimigo mas com aproximadamente 50k de dano, duas kills (uma num DD e a outra no BB, sendo o outro BB uma kill do Sims), logo, considero o Kuma como um "cruzador tier VI ou VII" jogável. :) Como vc garante que tal cenário aconteceria? Porque fazia isso com os BRs na época e era uma "feature" (tem nome disso em português?), eramos "jovens" no jogo e não tinhamos noção como uma fail div. com uma diferença de vários tiers era tão tóxico pros aliados no time. Vou perguntar alguém que tem o Maplesyrup pra ver os stats do Flint e volto em outro dia.
  4. Cpt_JM_Nascimento

    FLINT: IN - JOGÁVEL

    @Maredraco, assisti ao vivo algumas partidas e o resto no vod. Seu ponto continua extremamente infundado, pq tudo o que você fez com o Flint faria melhor com qualquer outro cruzador no tier VII. Como diria Jack, vamos por partes. Primeiro, na live de sábado vc jogou tanto solo quanto em divisão tripla. Isso tem uma diferença crucial no resultado final. Quando tinha apenas jogadores aleatórios no time o seu navio ficou lá apenas para tomar uma surra. Resultando em 4 partidas = 2 vitórias, média de 12k de dano e apenas um único navio afundado dps de 4 tentativas... esses números são comparáveis aos mesmos números de um DD de tier II... Comentários adicionais sobre a gemeplay solo são necessárias pois argumentar com tal resultado é impossível defender o navio sendo bom. Depois de 4 partidas você formou divisão tripla com o pessoal que estava assistindo a live e sempre ao menos um deles trazia algum DD para se tornar escravo do seu Flint (eles jogavam apenas por você e sacrificavam todo o potencial que poderiam ter na partida para que você obtesse o melhor resultado possível): soltava uma cortina de fumaça quando o seu navio não tinha e enquanto o navio estava dentro da fumaça para evitar que ficasse cego eles iam lá e detectavam para você e no pior cenário possível viravam bucha de canhão pra evitar que você fosse focado pelo inimigo. Resultado em 5 partidas: 100% de vitória, 47k de dano, 6 navios afundados e uma média de 16 aviões abatidos por partida. Nada mal... só precisou de 2 outros jogadores para criar o cenário perfeito pro navio ter uma performace aceitável. Outros cruzadores no tier não precisam de divisão tripla para poderem funcionar e quando tivessem dois outros jogadores sacrificando a sua própria jogatina em benefício de um terceiro conseguiriam uma média de dano próximos aos 6 digitos e uma média de kills de duas por partida. O pessoal aqui está pontuando principalmente a falta de alcance dos canhões que torna o navio injogável, mas a classe Atlanta vem de uma série absurda de nerfs diretos e indiretos que precedem o rework dos comandantes no começo desse ano. Rework dos CVs, os Atlantas antes eram fortalezas de AA onde o pessoal se agrupava, agora é um dos alvos favoritos dos aviões pois não tem blindagem e tem pouco HP, além disso os jogadores de CV descontam toda a raiva neles por causa da época dos CVs RTS e não precisam se preocupar tanto com as perdas de aviões; rework da IFHE, mesmo com a skill consegue penetrar apenas 26mm, deixando muitos navios a prova de Atlanta devido a combinação de blindagem e baixíssima chance de incêndio das balas de 127mm americanas (tanto com IFHE e sem); Aumento da blindagem de alguns cruzadores no tier como Yorck e New Orleans diminui ainda mais o número de alvos que a PE do navio consegue causar dano; adição de SAP (a maioria dos cruzadores pode simplesmente angular pra dar ricochete, mas 13mm de proa e popa toma overmatch de projéteis de 203mm, ou seja, não importa a angulação os Altantas tomam dano massivo da SAP e a AP de mesmo calibre de outros cruzadores já era perigosa, mas RNG podia ajudar fazendo elas darem overpen, SAP nunca dá overpen), powercreep no DPM dos navios da classe. Helena, Belfast, Fiji, Shchors e Weimar(soonTM - esse último no momento está dando powercreep no DPM até do Mainz um tie acima) tem canhões de calibre maior, melhor balística e penetração da PE melhor e estão próximos em DPM em relação aos navios que deveriam serem os reis do DPM no tier 7 pois sacrificam muito para tal, principalmente sobrevivência. Como referência: Atlanta tem 315k de DPM na PE e 367,5k de DPM na AP - mas essa é inútil contra alvos que estão além de 6km. Já o Flint tem 270k de DPM na PE e 315k de DPM na AP. Tirei uma torre do Atlanta da conta porque não é possível usar todos os canhões ao mesmo tempo E a cereja do bolo continua sendo o alcance pior que de um cruzador tier IV só que no tier VII, incluindo menos alcance que muitos DDs no tier. Eu tolero não bufarem a classe Atlanta e principalmente o Flint para serem competitivos em relação aos demais cruzadores tier 7. Já tem uma lista enorme de navios que estão no fundo do poço do powercreep a anos e nada foi feito sobre eles, mas tentar vender esse peixe para comunidade que o navio é jogável é de um nível muito baixo que parece político durante período eleitoral e o agravante é que muita gente compra a sua argumentação e agora tenho que frequentemente tendo que demonstar na prática do porque o Flint está ruim, principalmente no discord e nas PMs dentro do jogo. Não vou nem contar que o meu alvo favorito do meu Leningrad na última ranqueada do tier VII não era outros DDs ou BBs, mas sim a classe Atlanta. Vou postar essa maravilha da LWM, pra quem manja de inglês eu recomendo bastante os posts dela, pois ela parece uma cientista na hora de testar e fazer a review dos navios, além de abordar TODOS os pontos, mesmo que a maioria das pessoas considere irrelevante (como quanto tempo o navio leva pra fazer um 360):
  5. Cpt_JM_Nascimento

    FLINT: IN - JOGÁVEL

    Sim... muito sucesso! /s
  6. Bem... estamos falando da mesma comunidade que fez os desenvolvedores diminuírem a Inteligência artificial dos bots no coop em 2018, pq era "muito difícil".
  7. Clearly the CVs are not behaving how they should. - Crysantos from EU, 2019 (need sources)
  8. Cpt_JM_Nascimento

    Jogo injusto para BR

    Se está apanhando pra Yamato a 32km de distância no WoWs de você o problema é o alvo, não o atirador.
  9. Cpt_JM_Nascimento

    Pan American ships

    They released Alte. Abreu last year, but they barely announced her and most players dont even know she existis... even a good chunk of the Brazilian playerbase. If that isnt enough she is limited for first time users that have a code available and contests. Juruá was announced recently... it would be better to just use one of the Acre-class DDs (the Brazilian navy used the G-class blueprints), since she Juruá is literally a ctrl+c ctrl+v from Gallant according to WG itself.
  10. Cpt_JM_Nascimento

    What is the avg dmg for CV t8?

    This site is in Russian, but it gives the stats for the last 28 days for better comparasion taking in consideration the meta they are in: https://proships.ru/stat/na/s/99999-h/ Some examples for NA server: Enterprise: 66k Indomitable: 65k Kaga: 65k Parseval: 55k Shokaku: 55k Saipan: 54k GZ: 53k (her secondaries inflate the damage, not showing her airwing potential) Lexington: 52k Implacable: 52k Before making any conclusions I suggest taking in consideration the other stats as well and use a translator to avoid misunderstandings. Edit: Also a CV that focus DDs and deal a tiny amount of damage will win more matches than one that spent most of the game inflating the numbers by farming BBs.
  11. Cpt_JM_Nascimento

    Bureau Ships after rework

    Ohio already had one of the best secondary accuracies in the game, so the nerf didn't hurt her that much. Also she can play different roles just fine: sniper, tanker, AA platform, bralwer, a generalist like no other tier X BB can.
  12. Cpt_JM_Nascimento

    Sanzang (Saipan), still has some fight in her.

    Why I knew the Yamato-class would become food for that 188k damage match...
  13. Cpt_JM_Nascimento

    Is Gold Rank worth getting into?

    Ignoring the quality of gameplay in Silver and Gold leagues and taking in consideration only the rewards... Gold isnt worth it. 12 wins on Silver gives more rewards than 12 wins on Gold. Also, Gold league does give more doubloons and camos, but less steel for more grind and has less irrevocable ranks. The grind/rewards ratio for gold is considerable worse and the chances that it will lead for a game burnout is considerably higher even for the ones that love the game A LOT, since the player must do it over and over again every week to collect the rewards with a deadline of 7 days in mind.
  14. Cpt_JM_Nascimento

    CV Rework, 2 years on.

    Too much work spent to change from six to half a dozen. The same issues that had before the rework still existis, but in a different form, obviously due to the well known mania from WG to ignore feedback from the players while still trying to delude us during Q&A that they do... but their actions shows otherwise
  15. Cpt_JM_Nascimento

    Nerfaram Smolensk ??

    Eu deveria fazer graça com você por jogar com o Smolensk apenas pra ficar a 19km de distância do inimigo atirando com PE enquanto não traz utilidade nenhuma pro time. Felizmente tô tentando deixar a minha mentalidade mais positiva, mas com os jogadores de WoWs tá difícil. Então ignore esse parágrafo. O alcance base dele não mudou que é de 13,8km... que já é patético pra tier X, mas usando apenas AFT OU o módulo de 3M de créditos já bastava pra resolver esse problema aumentando o alcance pra 16 ou 16,6km. Aumentar o alcance mais que isso acaba prejudicando o navio pq mesmo com balísitca boa ainda são apenas canhões de 130mm... os mesmos que os DDs soviéticos utilizam (e mesmo com o calibre tão baixo o tempo de bala dele é quase idêntico aos navios da classe Des Moines, um cruzador pesado). Você mencionou a falta de blindagem dele e por isso deveria ser compensada com um alcance absurdo... é justamente a falta de blindagem dele que dá ao navio uma sobrevivência absurda pro pouco HP dele, todas as balas de AP de encouraçados que ele enfrenta quando atirado a menos de 10km simplesmente dá overpen!!! Ironicamente o navio tem que estar angulado pra dar tempo das balas armarem dentro do navio. Enquanto a isso, quanto mais longe do BB inimigo um Smolensk fica, maior ficam as chances de tomar citadela porque as balas ficam mais lentas devido ao arrasto, permitindo que as balas detonem a tempo dentro do casco. Por último, apesar da WG ter a política de evitar utilizarem nerfs pra navios especiais e premiuns até último recurso, isso não se aplica a mudanças globais do jogo, geralmente preferem bani-los da loja e deixar eles limitados ao cassino das lootboxes o próprio Smolensk é um caso disso.
×