Jump to content

DemetriusDF79

Members
  • Content Сount

    63
  • Joined

  • Last visited

  • Battles

    10559
  • Clan

    [DIVBR]

Community Reputation

43 Neutral

1 Follower

About DemetriusDF79

  • Rank
    Petty Officer
  • Birthday 11/14/1979
  • Insignia

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Manaus/AM, Brazil

Recent Profile Visitors

449 profile views
  1. Essa é a minha questão. Eles leem mesmo os fóruns e levam em conta o que os fãs dizem? Eu digo isso com base na árvore Européia. Muitas sugestões de navios foram dados, mas eles optaram por introduzir quase que exclusivamente navios suecos. Meu receio é que eles façam o mesmo com a árvore pan-americana, criando coisas fora da realidade sugerida pelos fãs.
  2. Eu penso que isso deve ser feito logo que a sua pesquisa estiver concluída. Quando for postado um tópico sobre o tema no fórum em inglês, é necessário o apoio massivo dos argentinos, brasileiros, chilenos e demais latino-americanos.
  3. @Maredraco, você tem anotado tudo? É muita informação boa e de qualidade. O pessoal da WG já comentou alguma coisa?
  4. Realmente eu esqueci de explicar isso. As propostas em vermelho são projetos que nunca foram construídos e navios cujo tier a ser colocado eu tive dúvidas. Como foi o caso do Bahia.
  5. Gostaria de parabenizar ao @Brooklin82 pela extensa pesquisa e trabalho desenvolvido. Eu havia iniciado uma pesquisa modesta no tópico que foi fechado e não imaginava que havia tanta informação de que eu desconhecia. Estou ansioso em ver o resultado final do seu trabalho. Confesso que isso me deixou muito orgulhoso e imagino que o resultado irá chegar até aos desenvolvedores da WG. Bem, como o tópico anterior ficou fechado, vou postar ao corpo desta mensagem a humilde proposta que fiz de navios brasileiros para a árvores Pan-americana. Sei que sua pesquisa já deve estar bem mais adiantada e bem mais detalhada, mas deixo aqui a minha contribuição para, quem sabe, servir de algum modo. Deixo com você também alguns históricos que pude apanhar na internet e desenvolver meus comentários: Para os Contratorpedeiros, os candidatos brasileiros são: T2 - Maranhão, ex-HMS Porpoise (1912, http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_dd_alexandrino_dealenca.htm); T6 - D12 Amazonas (Classe Acre, também conhecida como Classe Amazonas - http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_dd_acre.htm); T7 - Greenhalgh (Classe Marcílio Dias); para T7 Premium o navio irmão Marcílio Dias (http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_dd_greenhalgh.htm); T10 - D26 Mariz e Barros (ex-USS Brinkley Bass, Gearing-class). No Brasil, sua classe se tornou Classe Marcílio Dias. Isso traz alguma confusão, visto que a houve uma classe Marcílio Dias já mencionada (de 1943). O site Navypedia, para não confundir, optou por renomear a classe de contratorpedeiros de 1943 com o nome Classe Greenhalgh. Eu estou sugerindo o Mariz e Barros pelo fato de já ter sugerido um Marcílio Dias como navio premium. O que vocês acham em que nível ele poderia entrar? (http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_dd_marcilio_dias.htm) Para os Cruzadores, temos um cenário pouco promissor, mas são eles: T2 - cruzador leve Bahia (Classe Bahia - http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_cr_bahia.htm), ficando difícil definir se em sua configuração original de 1910, ou na sua modernização de 1939. Se for o Bahia de 1939, seria o T2 o nível adequado? Fica a pergunta; T7 - o cruzador leve Tamandaré da classe Barroso (ex-USS St. Louis, Brooklyn-class - http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_cr_barroso.htm); o problema com este navio é que o jogo já possui três navios da classe Brooklyn, sendo eles o USS Helena, o USS Boise e o ARA Nueve de Julio. O Argumento para a introdução deste navio é que ele foi a nau capitânia da Marinha do Brasil até 1980 sendo a melhor versão e configuração da classe Brooklyn, que passou a se chamar Classe Barroso - visto que o cruzador Barroso também era ex-Brooklyn, o ex-USS Philadelphia. Já para os encouraçados, os candidatos são: T3 - O Minas Geraes - grafia antiga. Classe Minas Geraes, tinha um navio irmão, o São Paulo, que poderia ser uma opção de navio premium T3 ou T4 para colecionadores (http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_bb_minas_gerais.htm); T5 - Aqui temos uma polêmica dos diabos com o pessoal do fórum NA. O candidato seria o o projeto de 1910, o Rio de Janeiro, que viria a se tornar o HMS Agincourt (1914). Este navio foi encomendado pelo Brasil e seria o seu terceiro encouraçado - para desespero dos hermanos - e o mais poderoso do mundo (naquele momento). Devido a problemas econômicos no Brasil e a Revolta da Chibata, o governo brasileiro vendeu o navio em fase inicial de construção para o Império Otomano em 1913. Como o navio estava sendo construído no Reino Unido e os turcos davam sinais de alinhamento com os impérios alemão e austro-húngaro, os britânicos apreenderam o navio, sendo completado em 1914 e lutando na I Guerra Mundial como HMS Agincourt. Fato: nunca navegou sob as cores turcas e tão pouco as brasileiras. A polêmica existe, pois muitos jogadores gostariam de jogar com o Rio de Janeiro, mas outros jogadores são radicias em argumentar que o Rio de Janeiro seria um navio fictício no jogo, ao passo que seria mais justo introduzir o Agincourt, que existiu de fato. Porém, a isso, os alguns brasileiros têm proposto que o HMS Agincourt e o Rio de Janeiro sejam vendidos no jogo como navios premium à semelhança do Boise e do Nueve de Julio, que são o mesmo navio. Após a guerra, em 1921, o HMS Agincourt foi oferecido ao Brasil para compra, mas o governo brasileiro, após considerar a oferta seriamente, decidiu por declinar. Qual a opinião de vocês? http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_bb_rio_de_janeiro.htm T6 - O Riachuelo (projeto Armstrong Design 781 - 1914) - se tivesse sido concluído e adquirido pelo Brasil, seria um classe Queen Elizabeth misturado com um classe Revenge. Foi cancelado devido a I Guerra Mundial. T7 ou T8 - Para o T7: os projetos Armstrong Design 686 (4x2 406mm e 3x2 240mm) ou Armstrong Design 788 (5x2 381mm). Para o T8, o projeto Armstrong Design 685A (5x2 406mm). Em todos estes casos, o navio poderia ser batizado de Rio de Janeiro ou Riachuelo. No que tange a sua proposta, eu penso que a comunidade hispano-brasileira deve apoiar esta proposta, que considero muito boa, para a WG trabalhar a nossa tão aguardada árvores Pan-Americana.
  6. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Sim. Editei minha postagem e coloquei os links para consulta.
  7. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Eu penso que isso seria inviável agora. Talvez em um futuro a longo prazo. Além do mais, não sei se todos os níveis poderiam ser completados adequadamente. Isso também abre outra discussão: se a Argentina e o Brasil podem entrar, porque outros países deveriam ficar de fora? Eu prefiro a ideia de uma árvore pan-americana com países de tradição na marinha: Argentina, Brasil e Chile. No entanto, esta proposta que você apresentou é muito interessante, devo reconhecer.
  8. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    É por isso que estou insistindo com este tema no fórum NA e aqui. Precisamos começar a falar e apresentar com mais insistência uma árvore pan-americana, além de divulgar possibilidades como uma árvore argentina completa, outra brasileira e mais outra chilena. Estas três marinhas têm história naval significativa nas Américas e deveriam compor a árvore Pan-Americana no jogo. Eu gostaria de propor aos amigos brasileiros e argentinos que possamos atualizar um projeto de árvore Pan-Americana para o jogo e quero convidar, a quem tiver interesse, iniciarmos uma pesquisa mais direcionada e criarmos uma árvore brasileira completa, assim como os argentinos fizeram. Isso daria muito material de pesquisa e sugestão para o Jogo.
  9. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Seria ótimo, mas tudo depende da Marinha. Mas das forças armadas brasileiras, não esperasse algo diferente do tratamento dado ao C-47/DC-3 PP-VBF da antiga Varig, que ficava no Aeroporto do Galeão/Rio de Janeiro. O PP-VBF era um veterano da II Guerra Mundial e foi trazido ao Brasil pelas mãos de ninguém menos que o lendário Howard Hughes. (https://airlinegeeks.com/2020/02/02/outrage-in-brazil-as-historic-c-47-dc-3-is-shockingly-scrapped/ https://diariodorio.com/aviao-que-foi-utilizado-na-segunda-guerra-e-destruido-no-rio/) Mas isso é outra discussão. Só um desabafo.
  10. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Por favor, nos brinde com sua visão.
  11. DemetriusDF79

    South American dreadnought race (1910-1920)

    I dream of seeing the battleships Minas Gerais and Riachuelo (Armstrong Design 781 - 1914).
  12. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Eu fiz uma revisão das minhas propostas, considerando algumas sugestões neste debate. Espero que gostem.
  13. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Ele não cairia no mesmo problema do Rio de Janeiro/Agincourt??? http://www.navypedia.org/ships/brazil/br_dd_juruena.htm
  14. DemetriusDF79

    Navios Sul-Americanos - Brasileiros

    Concordo. Nossa proposta aqui não é preencher toda a árvore pan-americana com navios brasileiros, mas sim pensar em candidatos possíveis que companham uma marinha pan-americana com navios argentinos, brasileiros, chilenos, etc. Assim a árvore será mais rica.
×